Esporte Educacional

Princípios Fundamentais do Esporte Educacional



     O conceito de esporte-educação ou esporte educacional surge a partir da Carta Internacional da Educação Física, elaborada pela UNESCO, que renovou os conceitos do esporte em função da reação mundial pelo uso político do esporte durante a Guerra Fria.

     Por ocasião dos Jogos Escolares Brasileiros (JEBs), em 1985, iniciou-se no Brasil o debate sobre o esporte educacional. Em 1993 a Lei 8672/1993 e o Decreto 981/1993 reforçam o conceito de Esporte Educacional ao afirmar que a hipercompetitividade e a alta seletividade invalidam a prática esportiva educacional.

     E em 1995 com a criação do Ministério Extraordinário dos Esporte e do INDESP (Instituto Nacional do Desenvolvimento do Esporte) foi elaborado um documento-ensaio com os princípios fundamentais do esporte educacional, que são:

     Princípio da Participação: estão todas as ações que levam os protagonistas do esporte educacional a interferir na realidade através da participação. Esse princípio compromissa os praticantes no campo social do esporte pelas vivências que essa participação oferece.



     Princípio da Cooperação / Parceria: ao registrar situações de individualismo, promove ações conjuntas para a realização de objetivos comuns durante a prática do esporte educacional."


     Princípio da Integração / Co-Educação: o esporte educacional integra, relaciona e comunica situações heterogêneas de sexo, idade, nível socio-econômico, condições físicas, etc. das pessoas envolvidas nas práticas esportivas.


     Princípio do Regionalismo / Estilo próprio: remete os praticantes do esporte educacional a situações de respeito, proteção e valorização das raízes e heranças culturais de cada um.


     Princípio da Totalidade / Jogo Limpo: a prática esportiva educacional deve fortalecer a unidade do homem consigo, com o outro e com o mundo, tendo como elementos indissociáveis a emoção a sensação, o pensamento e a intuição. Nesse princípio, os praticantes do esporte educacional deverão fortalecer o conhecimento, a auto-estima e a auto-superação, tudo isso desenvolvido dentro de um ambiente de respeito e preservação das individualidades.


     Princípio da Emancipação / Autonomia: também introduzido nas atividades esportivas educacionais, busca levar os participantes a situações estimulantes de desenvolvimento da independência, autonomia e liberdade em sua vida particular, familiar e comunitária.

Nenhum comentário: